O que é um AVC?

O cérebro precisa de ser fornecido de sangue constantemente para o seu bom funcionamento. Um AVC (acidente vascular cerebral) ocorre como resultado de uma interrupção brusca do fornecimento de sangue e oxigénio para uma parte do tecido do cérebro e células nervosas, o que leva à destruição de tecidos e danos na função cerebral. A partir do momento em que células nervosas são “feridas”, começa uma “reação em cadeia”, causando a morte destas células e até mesmo de células em volta da área afectada.

A função das células cerebrais é perceber, processar e ativar e controlar os movimentos do corpo. Quando o tecido do cérebro está danificado, a função da parte do corpo controlada por estas células é danificada. Este dano pode levar a condições tais como dificuldade em falar, prejudicar o andar, fraqueza num lado do corpo, diminuição da visão ou perda de memória. Sem tratamento rápido, o dano causado pelo acidente vascular cerebral pode tornar-se permanente e irreversível e até mesmo terminar na morte da pessoa.

Às vezes, o AVC pode ser um Acidente Isquémico Transitório (AIT), que dura apenas alguns minutos ou horas. Os sintomas são idênticos aos de um AVC, mas são reversíveis, e os efeitos neurológicos desaparecem após um curto período de tempo. Cerca de 10% a 15% das pessoas que sofrem esse episódio, podem sofrer um AVC completo no prazo de 90 dias. Os primeiros dias após o AIT são os mais perigosos, e, portanto, a pessoa deve dirigir-se a um hospital o mais rapidamente possível, para testes e tratamento.

Membro de:

Apoio científico: